Lucro da Petrobras não é ‘razoável’, diz Ciro Gomes

Ex-ministro participou no Rio de Janeiro da filiação do deputado federal David Miranda ao PDT

29 mar 2022, 13:00 Tempo de leitura: 1 minuto, 8 segundos
Lucro da Petrobras não é ‘razoável’, diz Ciro Gomes
Pedro Duran (CNN Brasil)

Em visita ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira (28), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) prometeu revogar a política de Preço de Paridade Internacional (PPI) da Petrobras e recomprar ações de acionistas minoritários da companhia até alcançar 60% dos papéis, caso seja eleito presidente da República.

No evento de filiação do deputado David Miranda – que estava no PSOL – Ciro disse em resposta à CNN que não é ‘razoável’ o lucro bilionário da estatal mantendo o preço do combustível tão alto.

“O primeiro edital [que faremos] convoca o conselho de Administração para revogar o PPI e substituir por uma política de custos transparentemente controlada inclusive pelo acionista minoritário. Vamos apurar os custos e colocar uma lucratividade em linha com as grandes petroleiras globais, qual é essa rentabilidade: 6,5% em média”, afirmou o pré-candidato à Presidência.

“E o segundo edital, dado que isso é um fato relevante e haverá uma queda nas ações da Petrobras, o meu governo anuncia já agora que recomprará todas as ações que o acionista minoritário quiser vender até integralizar 60% do capital da empresa. Para que o estado brasileiro possa transformar a Petrobras numa grande e moderna empresa de energia”, completou.

A CNN procurou a Petrobras para comentar as falas do pré-candidato, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.