Deputado David Miranda pede que TCU investigue presidência por contratar sem licitação empresa com sócio investigado pela PF

O deputado federal David Miranda protocolou uma denúncia no Tribunal de Contas da União para investigar contratação do governo federal

5 fev 2021, 14:05 Tempo de leitura: 0 minutos, 57 segundos
Deputado David Miranda pede que TCU investigue presidência por contratar sem licitação empresa com sócio investigado pela PF

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) protocolou uma denúncia no Tribunal de Contas da União (TCU) investigue a contratação, pelo governo federal e sem licitação, da empresa Ayres Serviços de Informação, para “a prestação de serviços técnicos de manutenção da plataforma Pátria Voluntária“.

O valor do contrato, divulgado no Diário Oficial da União, é de R$ 359.502,00. A empresa tem como sócio Bruno Ricardo Costa Ayres. Na ação, Miranda cita reportagem que informa que Ayres foi ouvido pela Polícia Federal em outubro do ano passado “nos autos do inquérito que investigou a organização e o financiamento de protestos contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal“.

“O governo Bolsonaro desrespeita a legislação federal, faz contratação de serviços técnicos de informática sem licitação com uma empresa que tem como sócia uma pessoa investigada pela Polícia Federal”, afirma Miranda. “É necessária a investigação desse tipo de relação do governo. Todas as contratações suspeitas precisam ser acompanhadas, isso pode acabar revelando outras questões”.