[extra] David Miranda vai denunciar Carlos Bolsonaro à Comissão de Ética

27 de setembro de 2018 11h50

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC) Foto: Caio César / Divulgação / CMRJ

A polêmica postagem do vereador Carlos Bolsonaro (PSC) ironizando a campanha #EleNão, de rejeição à candidatura do pai, pode trazer consequências ao seu mandato.

O vereador David Miranda (PSOL) vai apresentar uma denúncia à Comissão de Ética da Câmara do Rio por falta de decoro, por causa da foto reproduzida pelo vereador, simulando uma situação de tortura.

A postagem foi vista pela bancada psolista, que coassina o texto, como apologia à tortura e à LGBTfobia.

David também vai pedir que Bolsonaro, vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, perca a cadeira.

Em todas as suas redes sociais, o filho do presidenciável se defendeu, dizendo que a foto não era nenhuma insinuação de que apoiadores do #EleNão mereceriam “alguma maldade”:

“Foi apenas a replicação da foto de alguém que considera isso uma arte”, afirmou.

Veja aqui a imagem compartilhada pelo vereador do PSC.

 

Por Aline Macedo para o Extra