Bispo Crivella perdeu o constrangimento de mentir!

08 de julho de 2018 06h32

Sua resposta ao escândalo do megaevento secreto, prefeito Marcelo Crivella, é uma vergonha! É cínica, dissimulada, mentirosa! Uma resposta que tenta ridicularizar a inteligência das pessoas, inclusive daquelas que confiaram e ainda confiam no senhor, Crivella. Você está mentindo, prefeito! Você passou de todos os limites! Você tem que sair! Impeachment!

 

? Vamos trecho a trecho de suas mentiras.

?”No último dia 04, estive em reunião com representantes religiosos para prestar contas e divulgar serviços importantes para a sociedade, entre eles o Mutirão de Cirurgias de Catarata e o Programa Sem Varizes”.

❌ Você nunca, em toda sua vida, se reuniu com representantes religiosos – assim, no plural. Você se reúne apenas com os seus ou com aqueles que você tolera. Você sempre dificultou a Marcha de Liberdade Religiosa, que lindamente é construída, todos os anos, pelos movimentos que entenderam o sentido das religiões, de ligar as pessoas, de ter paz para professar a sua fé ou sua não fé. Faz tudo o que pode para dificultar as celebrações religiosas de matrizes africanas e afro-brasileiras, inclusive de regularização de terreiros e fundos de quintal. Enquanto isso, debochadamente, se reúne em grande cerimônia secreta apenas com evangélicos. Quando recebeu ou se aproximou, com dignidade, dos povos de axé do Rio de Janeiro, prefeito Crivella? Quantas vezes?

❌ Você não foi divulgar serviços importantes. Você foi oferecer vantagens, regalias, furo em filas da Saúde, fura em filas da Secretaria de Conservação, furo na Secretaria de Fazenda! O que seus secretários têm a dizer sobre isso? Quais foram as cirurgias marcadas por esse esquema corrupto? Existe mesmo uma equipe na Secretaria de Assistência Social que regulariza IPTU de igreja rapidinho? Revoltante! Revoltante!

?”Desde o início da nossa gestão, recebemos os mais diversos representantes da sociedade civil”.

❌ Como você tem coragem, Crivella? Você não recebe a cidade! Passou um ano inteiro sem secretário da Casa Civil, depois que a Justiça não permitiu teu nepotismo. Ninguém conseguia falar com você. Vimos quando os moradores de comunidades ameaçadas de remoção foram até você para protestar, você enviou o secretário de Ordem Pública, agente importante da repressão da ditadura, ex-integrante do DOI-CODI, que enrolou milhares de pessoas, que ficaram meses esperando uma reunião com o senhor. Aliás, o pessoal da Vila Autódromo também está querendo te encontrar, para saber da segunda fase das obras. Assim como os profissionais da saúde, em luta por Nenhum Serviço de Saúde a Menos. Quando foram te procurar ano passado, você estava em Dubai, negociando projetos multimilionários para a região das Vargens. Servidores em luta contra sua Reforma da Previdência também não conseguiram falar com o senhor. Pelo contrário, você mandou a Guarda Municipal para bater em professor. E nem era a primeira vez. Camelôs, garis, ninguém consegue falar contigo. Muito, muito raro. Pára de ser mentiroso!

?”Foram mais de 1000 reuniões para tratarmos dos mais variados assuntos, portanto esta não foi a primeira e não será a última”.

❌ Isso não foi uma reunião. Ninguém sabia. Aliás, nunca ninguém sabe onde você está. Não há agenda pública no Rio de Janeiro. Estamos em 2018. O site da Prefeitura é uma bosta, difícil de encontrar qualquer coisa. O cidadão não consegue. Os vereadores não conseguem!! A imprensa não consegue! Tem jornalista que recebe email às 2h30 da madrugada para uma pauta às 6h30, 7h. Aliás, por que sempre tão tão cedo? Até isso é estranho. Mostra tua agenda de verdade, Crivella. E pára de caô!

?”É comum que um gestor municipal receba líderes de diversas áreas da sociedade para ouvi-los de perto e apresentar soluções para as demandas daquele grupo”.

❌ Você não é um gestor municipal, Crivella. Você ainda não entendeu o que é uma cidade, a municipalidade. Essa questão de leis, normas, coisa pública. Nada disso. Não entendeu que isso é, necessariamente, diferente de gerir uma igreja, uma religião, como o senhor faz há décadas.
“Infelizmente, mais uma vez, a mídia tendenciosa divulgou o nosso trabalho de maneira equivocada”.

❌ Criticar a imprensa nesta cidade é absolutamente necessário. Todos sabemos que o principal grupo midiático da cidade prefere outro grupo político no poder. Até porque a sua igreja é dona do segundo maior grupo midiático no poder. Mas, dessa vez, não foi a mídia tendenciosa que falou. Foi um furo de reportagem! Uma baita reportagem que mostrou que você realiza indecentes eventos secretos, onde pede que desliguem o celular, oferece vantagens e reforça a ideia de uma teocracia carioca, com favorecimentos corruptos a um grupo específico.

?”É triste notarmos o quanto ainda precisamos avançar no âmbito da luta contra o preconceito religioso. Em nossa gestão, todas as religiões sempre foram e serão muito bem recebidas”.

❌ Tentar criar o discurso da perseguição religiosa para quem te critica, Crivella, é mesquinho demais! Essa cidade tá cheia de gente tolerante, que é amigo de evangélico, macumbeiro, kardecista, umbandista, cristão, … Tem muita gente tolerante, muita gente que entendeu o que é religião. Mas também tem muita perseguição, há muitos séculos, aliás Uma perseguição que vitimou principalmente um grupo, os negros e suas religiosidades. Isso é o beabá da história do Rio de Janeiro. Será que você não aprendeu nem isso? Aprendeu sim. Sua gestão, da maneira que agride as religiões afrobrasileiras, é descendente direta das leis racistas da fundação da Polícia Militar em 1808, das leis que perseguiram os batuques, perseguiram a capoeira, perseguiam os negros. Você estivesse na República Velha aqui no Rio estaria apoiando o roubo de imagens de terreiros pela polícia, que seriam jogadas em porões, onde estão até hoje, jogada às traças, mais de 100 anos depois. Você que é preconceito hoje! Retirou os investimentos em festas tradicionais para os povos de axé na cidade. Você poderia ter escutado o líder iorubá nigeriano que visitou a cidade mês passado, trazendo uma mensagem de liberdade religiosa. Mas, né? Preferiu não passar perto dele.

?”É inadmissível que uma cidade como o Rio de Janeiro, em pleno desenvolvimento, sofra consequências de atitudes preconceituosas e intolerância religiosa. Não iremos permitir que isso aconteça”.

❌ Nós também não, Crivella!

#ForaCrivella
#ImpeachmentCrivella