[ BBC ] Grandes manifestações após vereadora do Rio ser morta a tiros

23 de Março de 2018 15h52

A ativista brasileira de direitos humanos Marielle Franco foi morta a tiros em seu carro no que foi descrito como um assassinato. Como negra, mulher LGBT que cresceu em um dos bairros mais pobres do Rio de Janeiro, ela era uma voz poderosa e incomum para as vítimas do conflito entre a polícia e o tráfico. Amigo próximo e colega político.

Assista ao VÍDEO