Caloura branca que esfregou absorventes usados na bolsa de sua colega de quarto negra é presa

03 de novembro de 2017 19h24

*reportagem de Harry Shukman, traduzido do The Tab: https://thetab.com/us/ 2017/11/01/brianna-bochu– arrested-poisoning-her- roommate-with-used-tampons- 73531/amp

Brianna Brochu, uma estudante branca que se vangloriava de envenenar sua colega de quarto esfregando OBs usados em sua bolsa, derramando um caldo de molusco mofado em sua loção e colocando a escova de dentes dentro do reto, foi presa e expulsa.

Brochu, uma estudante do primeiro ano da Universidade de Hartford, postou no Instagram sobre como ela “finalmente se livrou de sua colega de quarto”, a quem ela se referiu como “Barbie jamaicana”.

A polícia local confirmou a The Tab ontem à noite que eles prenderam Brochu e acusaram-na de maldade criminal, violação de paz e intimidação baseada em intolerância. Ela está atualmente fora de fiança.

Chennel “Jazzy” Rowe, a colega da novata Brochu, revelou as acusações chocantes em um vídeo no Facebook.

Nela, ela descreve “ter ficado doente” ao receber indiferença de sua companheira de quarto.

“Começou com dor na garganta”, explicou. “Eu pensei que talvez porque está mais frio aqui, eu estou pegando um resfriado. Depois de um mês chegou ao ponto em que eu tinha dor de garganta extrema que não conseguia dormir, ao ponto de não poder falar “.

“Estou gastando meu próprio dinheiro que meus pais me dão para alimentos e mantimentos, o centro de saúde no campus não é gratuito – na verdade, eles são caros.” Na publicação, Jazzy explicou que seus testes voltariam negativos. Ela recebeu antibióticos prescritos pelo médico do campus para a bactéria em sua garganta.

Brianna Brochu

Então, depois que uma relação difícil entre as duas agravou (Rowe diz em seu vídeo como Brochu entrava no quarto e desligava as luzes mesmo que Rowe estivesse trabalhando lá), ela decidiu sair.

Ao sair, Rowe descobriu as postagens de Instagram de sua colega de quarto, que se vangloriava de envenená-la.

Brochu postou:

“Finalmente, você se livrou de seu companheiro de quarto!! Depois de 1 1/12 mês cuspindo em seu óleo de coco, colocando caldo de molusco mofado em suas loções, esfregando OBs usados em sua mochila, colocando sua escova de dentes num lugar onde o sol não brilha e muito mais, eu finalmente posso dizer adeus Barbie jamaicana “.

Post de Brianna Brochu no Instagram, agora marcado como privado

Fotos surgiram do Snapchat de Brochu adulterando seus pertences pessoais para deixá-la doente.

Uma delas mostrou uma mancha de sangue do OB utilizado por Brochu na bolsa de Rowe.

E outra mostrou um Tupperware de caldo de ostra velha com a legenda: “Esta é um caldo de ostra velho que eu tenho misturado com sua loção facial”.

Um vídeo do Snapchat obtido pelo canal local da Fox News também mostrou a abertura do frasco de óleo de coco de Rowe com a intenção de cuspir nele.

Rowe explicou que pretendia prestar queixa, mas “nada pode ser feito por ninguém até que a segurança pública da escola termine a investigação”. Agora passou para o Departamento de Polícia de West Hartford.

Ela também falou contra a universidade por aparentemente lidar com o caso muito devagar.

“[Brochu] foi presa há dois dias”, disse ela, “sem que ninguém soubesse e estava prestes a ir no tribunal amanhã sem que eu soubesse. É como se estivessem acelerando seu processo e tentando se livrar da questão rapidamente e em segredo “.

Nós contatamos Rowe para comentar. Seu namorado, Brad Forsyth, agradeceu a The Tab por nossa cobertura de seu caso, e acrescentou: “Está lá agora, vou deixá-lo nas mãos da lei para obter uma justiça para a minha namorada”.

Vídeo completo de Rowe:

Em uma declaração enviada à The Tab ontem à noite, Hartford confirmou que Brochu foi presa por causa desse incidente, acrescentando que “seguirão rigorosamente nosso processo disciplinar”.

“Estamos atualmente em comunicação com a aluna e sua família”, acrescentaram.

O Departamento de Polícia de Hartford confirmou-nos que prenderam Brianna Brochu. Ela atualmente está solta sob fiança de US $ 1.000.

Em outra declaração enviada à The Tab, o presidente da Universidade de Hartford, Greg Woodward, condenou o que ele chamou de “incidente profundamente perturbador” de bullying.

“Deixe-me ser claro: o comportamento da aluna acusada foi reprovável e não reflete os valores de nossa instituição”, disse ele. “Deixe-me também ser claro que estou confiante de que a Universidade tomou todas as medidas para levar a cabo este assunto de forma séria e continuará a fazê-lo”.

Woodward acrescentou que ao saber sobre o incidente, a universidade transferiu Rowe para um local seguro e alertou os policiais.

“A estudante acusada foi posteriormente presa pelo Departamento de Polícia de West Hartford e seu caso passará pelo processo legal”, explicou.

Nós contactámos a Howe para comentar, e atualizaremos quando ouvirmos sua resposta.