Denúncia: Coronel obriga policial a se apresentar na UPP dos Macacos mesmo sem equipamento

13 de fevereiro de 2017 19h30

O vídeo abaixo mostra uma curiosa situação ocorrida neste fim de semana na entrada do 6º Batalhão da PM do Rio, no bairro da Tijuca, zona norte do Rio.

Um policial chega para trabalhar, já no fim da tarde. As esposas, mobilizadas pelo pagamento de salários e melhorias nas condições de trabalho dos policiais militares, pressionam o PM a entrar no Batalhão. Afinal, de lá, ele não sairia. As mulheres, no portão, proibiam todos de sair de farda ou com armas.

Mas o Comandante do Batalhão, o coronel João Jacques Busnello, interveio. Ele se pôs diante do policial e disse que seu subordinado tinha duas ordens, dele próprio e da comandante da UPP, de se apresentar no seu próprio posto de trabalho. No caso, a UPP do Morro dos Macacos.

Ocorre que, no vídeo, fica claro que a farda do policial está no Batalhão. Ou seja, a PM do Rio está autorizando policiais a trabalharem sem farda, mesmo no policiamento de favelas conflagradas.